Magnífico, allegro_belas sonatas, num espetáculo inesquecível com dois expoentes da música lírica internacional, interpretando dois dos maiores nomes da história da música clássica. Somos gratos ao grande público presente, e a musicista Sofya Gandilyan e o violoncelista Anderson Fiorelli do DANZI DUO. Breve comunicaremos a atração do Interlúdio Outubro. Fotos: Pablo Teixeira

Sobre o Danzi Duo

Danzi Duo foi criado pelo violoncelista Anderson Fiorelli e pela pianista e cravista Sofya Gandilyan em 2013, logo no início de seus estudos na Escola Superior de Música e Teatro de Munique na Baviera. O ensemble é especializado no repertório barroco, clássico e préromântico para violoncelo e cravo/piano, ainda pouquíssimo explorado nas salas de concerto. O grupo nutre um interesse especial pela música de compositores como Xavier Mozart, Beethoven, Wölfl e Ries.

O Duo fez sua estreia na Semana da Residência Real de Munique (2013) com a sonata do compositor Franz Danzi. Depois disso seguiram-se concertos em diversos países europeus, em festivais como o Fabulous Fringe de Utrecht e na série Música Poética de Munique. Em 2016 o duo se apresentou no International Young Artist’s Presentation (IYAP) do Laus Polyphoniae Festival (Bélgica) e em importantes coleções de instrumentos antigos como a Neumeyer – Junghanns – Tracey Sammlung (Alemanha) e o Klaviersalon von Georg Senn (Suíça).

Sofya Gandilyan

Nasceu na Rússia em 1984 e é cravista, fortepianista e musicóloga. Em 2015 Sofya foi a segunda colocada no famoso Concurso Musica Antiqua de Brugge (Bélgica)
na categoria cravo e em 2012 recebeu o prêmio do júri no Concurso de Cravo Primavera de Praga. A musicista já se apresentou ao lado de renomados músicos como A. Steck, L. Duftschmid, J. Van Elsacker e V. Spurny. Desde 2014 Sofya se apresenta em diversos lugares do mundo como cravista e organista do Show de Breakdance Red Bull Flying Bach. Sofya possui um vasto repertório que vai de Frescobaldi a Martinu e Nyman e se apresenta regularmente na Europa, EUA e China.

Sofya recebeu o título de Doutora do Conservatório Estatal Tschaikowski de Moscou em 2012 com sua tese “J. J. Frohberger e sua Música para Teclas”. Sofya é mestre em Cravo e Baixo Contínuo pela Escola Superior de Artes de Trossingen (Classe de A. M. Spaans) e bacharel pela Escola Superior de Música e Teatro de Munique (Classe de Christine Schornsheim), ambos títulos obtidos com louvor. Ela recebeu bolsas de estudo do DAAD alemão, da Academia Barroca Austríaca e da Bolsa Schostakowitsch da Rússia.

Anderson Fiorelli

Violoncelista catarinense é um dos mais atuantes músicos brasileiros no exterior, atualmente reside em Munique onde é o principal violoncelista do ensemble
Concerto München e participa regularmente de concertos e gravações com alguns dos principais grupos europeus de música erudita, dentre estes, Hofkapelle München, B’Rock Orchestra (Bélgica) , Ensemble Turicum (Suíça), Ensemble Explorations (Bélgica) e Silete Venti (Itália). Ele já se apresentou em importantes salas como: Concertgebow de Amsterdam, BOZAR de Bruxelas, Tonhalle de Zurique e Die Glocke de Bremen. Participou de festivais como o Fabulous Fringe Festival de Utrecht (Holanda), Esto ès Mozart (México), Haydn Festival (Hungria) e Ruhrtrienalle (Alemanha). Anderson é membro fundador do isAR-Trio, do Danzi Duo e do Villa Duo e com estes mantém um intenso trabalho de música de câmara no Brasil e na Europa. Como solista, Anderson já se apresentou a frente de importantes orquestras como: Concerto München, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra da Hof-Akademie de Schwetzingen, Orquestra Barroca da Escola Superior de Música e Teatro de Munique.

Anderson venceu o Concurso para Jovens Solistas da Ospa em 2012, foi premiado no Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosísio (2011) e no Concurso Jovens Instrumentistas do Brasil em Piracicaba-SP (2003). Na Suíça ele recebeu bolsas de estudo da Fundação Escola de música de Videira, Fundação Ernst Widmer e Rahn Kulturfonds. O violoncelista integrou a Orquestra Sinfônica do Paraná e a Camerata Florianópolis ocupando o posto de spalla dos violoncelos e colaborou com a Nova Camerata da UFPR e Camerata Antiqua de Curitiba. Anderson já se apresentou com diversos grupos especializados em música contemporânea, dentre eles o Arc en Ciel (Zurique), Entrecompositores e DezConcertante. Com o espetáculo teatral-musical Die verlorene Kunst do diretor Thom Luz participou de turnês na Suíça e Alemanha.

Anderson estudou com Kristin von der Goltz, Roel Dieltiens, Gaetano Nasillo e Maria Alice Brandão e obteve o título de bacharel na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e o título de concertista da Escola Superior de Artes de Zurique. Em 2017 concluiu seu mestrado em violoncelo barroco na da Escola Superior de Música e Teatro de Munique. Além disso Anderson aperfeiçoou-se com grandes nomes da música erudita mundial, dentre estes Anner Bylsma, Jaap ter Linden, Alexande Rudin, Gautier Capuçon, Midori Seiler e Antonio Meneses.

PROGRAMA

Tributo a Mozart – Ludwig van Beethoven

: : Variações em Fá maior op. 66 sobre o tema “Ein Mädchen oder Weibchen”
da Flauta Mágica de Mozart (c. 1798)

: : Sonata em Dó maior op. 102/1 (1815)

Pause

: : Variações em Mi bemol maior WoO 46 sobre o tema “Bei Männern, welche Liebe fühlen”
da Flauta Mágica de Mozart (c.1801)
: : Sonata em Lá maior op. 69 (1807/08)